Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018

25/8/2016 - Campinas - SP

Unicamp firma parceria com Embaixada da França para oferta de tecnologias




da assessoria de imprensa da Câmara de Vereadores de Campinas

Por intermédio da Agência de Inovação Inova Unicamp, a Unicamp firmou parceria para oferta de tecnologias para empresas francesas – sediadas no Brasil ou no exterior. A aproximação entre a instituição de ensino e pesquisa e as empresas franco-brasileiras foi possibilitada graças ao programa LePont – que significa “a Ponte”, em francês – promovida pela Embaixada da França no Brasil e o Senai-SP.

A ideia é que a iniciativa estimule a aproximação entre a indústria e a academia, visando o licenciamento e a transferência de tecnologias acadêmicas (patenteadas ou não) para empresas que queiram investir no Brasil ou no desenvolvimento de novas tecnologias inovadoras. “Este processo visa reduzir o tempo e o custo do desenvolvimento de novas tecnologias baseadas nas ´invenções´ acadêmicas no âmbito de aumentar a competitividade empresarial”, aponta Cyrille Munoz, especialista em Inovação Tecnológica do Ministério de Assuntos Internacionais da França e que atua na Embaixada Francesa no Brasil.

Munoz explica que o programa irá prospectar as demandas das indústrias e buscará soluções nas universidades francesas e brasileiras. “Esse programa prospectará as demandas das indústrias e buscará soluções pertinentes produzidas pelas universidades francesas e brasileiras. Encontrada a solução ideal, ela será desenvolvida até ser compatível com a produção industrial. O projeto é baseado numa rede de parceiros, atores franco-brasileiros, que atuam para o desenvolvimento da inovação tecnológica e de novos negócios, criando uma ponte entre o mundo empresarial e acadêmico”, revela.

Ele diz que o projeto surgiu a partir da experiência dele com inovação tecnologia e transferência de tecnologia, uma vez que ocupou, durante dez anos, o cargo de diretor da Agência de Inovação da Universidade Federal de Toulouse, no sul da França, e atua há quinze anos no setor de inovação na França e no Brasil. “A problemática da transferência tecnológica entre o meio acadêmico e empresarial já é minha preocupação desde muitos anos e posso dizer que temos, agora, na França uma experiência bem robusta sobre o assunto”, comenta. Ele diz que esta parceria é fruto da preocupação desse país europeu com o tema inovação, que já apresenta uma política solidificada sobre o tema. “Foram investidos mais de 900 milhões de euros para favorecer a transferência tecnológica entre a academia e a indústria, através da criação de um modelo de Sociedade de Aceleração da Transferência Tecnológica (SATT), em 2011. O modelo da LePont é inspirado nisso”, confirma.

Para Iara Ferreira, diretora de Parcerias da Inova, o programa é importante para internacionalização das tecnologias desenvolvidas na Unicamp. “Sabemos que nossas tecnologias podem contribuir positivamente para resolver problemas enfrentados pela indústria – tanto nacional, quanto mundial. Acredito que essa iniciativa irá colaborar positivamente para levar nossas tecnologias para o mercado europeu”, aponta.

O especialista em inovação defende a importância da participação da Unicamp, uma das melhores instituições de ensino superior do país. “A Unicamp é um parceiro estratégico de longo relacionamento com a França. Esse relacionamento é muito bem-sucedido no âmbito da pesquisa e da formação acadêmica. A inovação é uma oportunidade”, acredita. Ele ressalta ainda o comprometimento dos profissionais da Inova Unicamp no relacionamento com empresas nacionais e internacionais, em prol da inovação. “A Agência de Inovação Inova Unicamp possui agilidade, experiência e profissionalismo com grande potencial de prover patentes e tecnologias inovadoras”, corrobora Munoz.

O LePont conta também com a colaboração do Serviço Nacional de Aprendizado Industrial (Senai), que, segundo ele, apresenta conhecimento da cultura industrial e irá trabalhar em parceria com as indústrias e as universidades em projetos que necessitarem de tecnologias industriais básicas, tais como: metrologia, avaliação de conformidade, projetos de scale up e tecnologias de gestão. “O Programa LePont funciona em modo cooperativo, tirando o melhor proveito de todos os parceiros no âmbito de acelerar a transferência da tecnologia solicitada pelas empresas para o desenvolvimento da competitividade”, frisa o representante da Embaixada.

Vale lembrar que a Unicamp já possui projetos em parcerias com empresas francesas, tais como o que foi firmado entre a universidade e o grupo francês Peugeot-Citroen e que é coordenado pelo professor Waldyr Luiz Ribeiro Gallo, da Faculdade de Engenharia Mecânica da Unicamp. Leia aqui.



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Campinas Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.