Sexta-Feira, 19 de Outubro de 2018

20/9/2016 - Campinas - SP

Acolhimento dos Novos Docentes da Unicamp acontece até 4ª-feira




da assessoria de imprensa

A Pró-Reitoria de Graduação (PRG) e o Espaço de Apoio ao Ensino e Aprendizagem (EA)2 estão promovendo de segunda a quarta-feira a 5ª edição do Acolhimento dos Novos Docentes, com palestras sobre o funcionamento dos órgãos ligados às atividades de graduação e grupos de reflexão sobre as práticas de ensino vigentes na Unicamp. São aproximadamente 70 ingressantes no quadro docente, que participam do evento no Hotel Solar das Andorinhas conforme as atividades em suas unidades permitam. 

O professor Luis Alberto Magna, pró-reitor de Graduação, disse que este projeto de acolhimento foi fixado em três pilares considerados essenciais para a atuação plena do novo docente. “O primeiro pilar é o conhecimento dos órgãos da Universidade com os quais o professor vai atuar em sua vida profissional (DGRH, Cecom); outros órgãos que lhe possibilitem conhecer o aluno com o qual vai interagir, como a Comvest, SAE e DAC; e o terceiro pilar, relacionado a conceitos fundamentais e práticas de ensino mais atualizados. Minha palestra de hoje tem o intuito de introduzir os novos docentes nas diferentes ações que a Unicamp exercita no âmbito da graduação e especificamente da PRG.” 

A professora Maria Teresa Moreira Rodrigues, da coordenação do EA2, conduz nesta terça-feira um grupo de reflexão sobre “Introdução às metodologias ativas”. “A ideia do Acolhimento é primeiro que os próprios professores se conheçam, e depois introduzi-los neste mundo didático do ensino superior. É um movimento necessário e que observamos mundialmente, pois todas as escolas de ponta oferecem este suporte, um espaço onde possa se discutir e buscar soluções para os problemas próprios de sala de aula.” 

Vinícius Tieppo Meira, novo professor de geologia do Instituto de Geociências, tem formação até o primeiro ano de pós-doutorado na USP, mas sua opção para a carreira docente foi sempre a Unicamp, onde ingressou em abril deste ano. “Minhas expectativas são realmente muito boas por ser uma Universidade em que a estrutura não é engessada, dá espaço para trabalhar. Acho importante este Acolhimento para conhecer os colegas que estão entrando e aprender sobre a parte pedagógica, já que somos mais cientistas do que educadores; temos sempre que cuidar desse aspecto para nos tornarmos melhores professores também.” 

Outro professor de geologia, Gelvam André Hartmann, está na Unicamp há apenas dois meses, já tendo constatado que a Universidade oferece não apenas a infraestrutura necessária, como profissionais para ajudá-lo a desenvolver seu trabalho. “Tenho o maior prazer de trabalhar na Unicamp. E esse evento de hoje é de extrema importância porque nós ainda não conseguimos associar ciência e ensino, não conhecemos todas as ferramentas para desenvolver bem nosso trabalho; é o que encontramos aqui.”  



Comunicar erro nesta notícia

Se você encontrou erro nesta notícia, por favor preencha os campos abaixo. O link da página será enviado automaticamente ao Campinas Fácil.


Enviar esta notícia por email



Dogus Comunicação

Sobre a Dogus Comunicação  |   Política de Privacidade  |   Receba Novidades  |   Acesse pelo Celular

Melhor Visualizado em 1200x900 - © Copyright 2007 - 2018, Dogus Comunicação. Todos os direitos reservados.